Se compararmos a nossa vida com um barco em alto mar, podemos dizer que nem sempre gozamos de bonanças. Enfrentamos muitas tempestades, mais até do que gostaríamos. A luta do cristão é constante, e por este motivo a perseverança também deve ser.

Meditando sobre o tema perseverança, pude encontrar pelo menos 32 versículos nas Sagradas Escrituras que falam diretamente sobre o assunto, ou melhor dizendo, que utilizam a palavra “perseverar” dentro de alguma conjugação verbal. Mas um único versículo já seria suficiente para nos ensinar, doutrinar e disciplinar no que o Senhor espera de nós.

O dicionário português nos dá uma boa luz do que essa palavra significa: “Do Latim PERSEVERARE, ‘manter-se firme, persistir’, formado por PER, ‘totalmente’, mais SEVERUS, ‘estrito, sério’”. Alguns sinônimos também podem facilitar o entendimento: permanecer, persistir, insistir, continuar. Entender o contrário de perseverar também é importante: renunciar, abandonar, abdicar, recuar.

Mas por que essa palavra é tão importante para a vida cristã?

1 – Somente o que perseverar será salvo

No capítulo 24 de Mateus, os discípulos começam a pedir que Jesus lhes contasse mais sobre o fim dos tempos. Neste momento, vemos Cristo descrevendo um cenário terrível:

Falsos profetas: as pessoas começariam a falar de um Deus que não existe. De um Cristo que não é o mesmo das Sagradas Escrituras. Isso não é comum nos dias de hoje? Vemos igrejas espalhadas pelo mundo ensinando falsas doutrinas e usando o nome de Jesus para extorquir o povo.

Violência: nos versículos 6 e 7, Jesus fala que haveria guerras, que nações se levantariam contra nações. Quando vemos países atacando outros países em busca de poder, conseguimos lembrar das palavras de Jesus.

Mas não acaba aqui. O falso evangelho e a violência são apenas o começo do final dos tempos. Jesus continua:

Mateus 24:9 – “Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.”

Começo a imaginar as expressões que os discípulos faziam enquanto Cristo contava a eles como seria. Guerra, pestes, fome não seriam o suficiente. Eles — o povo de Deus — ainda seriam atormentados, torturados e odiados.

Mateus 24:12 – “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.”

Antes de falar sobre a perseverança necessária para enfrentar seus destinos, Jesus ainda complementa que, por causa de todas essas coisas, seria difícil encontrar o amor de Deus nos homens. Muitos se esfriariam na fé. Antes mesmo de que eles o questionassem sobre como poderiam passar por todas essas circunstâncias, o grande Mestre se antecipou dizendo:

Mateus 24:13 – “Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.”

Jesus deixa claro que os seus servos só conseguirão passar por tamanha atrocidade e tormento se eles se mantiverem firmes e crentes no evangelho, na fé e no amor que Ele os ensinou.

As guerras podem ainda não ser uma realidade do nosso país e talvez não enfrentemos perseguições como os nossos irmãos espalhados pelo mundo, mas a todo momento temos a nossa fé sendo tentada por desejos carnais, por anseios que nos afastam de Deus. A palavra de Jesus também cabe nessas situações.

Insista em seguir os ensinos de Jesus e será salvo!

 

2 – A Perseverança traz alegria

Quando Tiago inicia a sua carta, ele mostra que o significado de alegria na vida cristã não é tão parecido com o que pensamos.

Tiago 1:2 – “Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações,”

Você consegue pensar no momento mais feliz da sua vida? Talvez seja aquele que te lembre o seu primeiro salário, ou quando comprou o seu primeiro carro. O dia do seu casamento pode ter sido o momento mais feliz para você. Ou talvez o momento mais feliz da sua vida tenha sido o nascimento do seu bebê.

Bom, uma coisa é fato: quando pensamos em alegria, felicidade e regozijo, não costumamos pensar em dias difíceis, de provações ou de tribulações. Esses são dias que nos dão tristeza, que podem até mesmo trazer mágoas passadas. Porém o nosso coração precisa ser disciplinado e doutrinado nas Escrituras. Tiago nos mostra que passar pelas provações é motivo de ter toda alegria. Mas por quê?

Tiago 1:3 – “sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança.”

A nossa fé precisa ser provada. Uma provação não pode ser motivo de tirar-nos dos caminhos do Senhor. Uma tentação não pode ser o motivo da nossa queda espiritual. Precisamos que a nossa fé permaneça firme na Rocha. E quando essa fé for confirmada, quando o nosso cristianismo for afirmado pela provação, aí, sim, começaremos a entender o que é perseverar.

Somente perseverando na fé em Jesus somos capazes de alegrar-nos em momentos de tribulação, porque é nestes momentos que experimentamos a prova da nossa fé e, com alegria, enfrentamos cada desafio focando no nosso alvo: o Cristo.

Tiago 1:12 – “Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam.”

Só pode ser verdadeiramente feliz e bem-aventurado o que suporta com perseverança. O que não recua e não desiste da fé em Jesus.

3 – Somente os que perseveram têm a Deus

Quando João escreve a sua segunda carta, ele fala sobre dois pontos: 1) amar os nossos irmãos é andar nos mandamentos de Deus; 2) o cuidado que se deve ter com falsos profetas.

2 João 1:9 – “Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho.”

O versículo 9 é tão claro quanto a luz do dia. João fala que o que não está firmado nas doutrinas expostas pelos apóstolos que foram inspiradas pelo Espírito Santo, não é de Deus. Somente os que permanecem, os que continuam, os que prosseguem na fé é que podem ter o Pai e o Filho.

Por esse motivo, a perseverança deve ser uma palavra constante em nossas mentes e corações.

No que devemos perseverar?

A perseverança é o combustível que mantém a nossa vida diante de Deus. Através dela conseguimos orar, meditar nas Escrituras, ter comunhão com nossos irmãos e constantemente aprender a abrir mão dos nossos sonhos e desejos por amor ao nosso Cristo.

  • Devemos perseverar em nossas orações: Atos 1:14
  • Devemos perseverar na prática da doutrina: Atos 2:42
  • Devemos perseverar na comunhão com os irmãos: Atos 2:46
  • Devemos perseverar em fazer o bem: Romanos 2:7
  • Devemos perseverar em estar vigilantes na fé: Efésios 6:18

E se o nosso coração for uma boa terra, onde a semente do Evangelho é capaz de crescer e germinar, passaremos a frutificar em Jesus e esses frutos permanecerão nascendo e crescendo, porque serão alimentados pela sua Palavra.

Lucas 8:15- “E a que caiu em boa terra, esses são os que, ouvindo a palavra, a conservam num coração honesto e bom, e dão fruto com perseverança.”