Olá, queridos irmãos!

Dessa vez, quero falar de um assunto que deve ser compreendido biblicamente, pois no mundo encontramos diversas opiniões e argumentos: QUANDO DEVEMOS COMEÇAR A NAMORAR?

 

Como pastor que preside sobre uma comunidade, preciso orientar e pastorear da forma correta o rebanho que Cristo me designou para que possamos nos apresentar irrepreensíveis diante do Bom Pastor que é Jesus.

Pois bem, enquanto a igreja caminha e cresce em número como qualquer grupo, há um movimento dinâmico natural que nos leva para uma nova, mas antiguíssima situação: Os adolescentes e suas vontades de namorar!

Vou falar sobre adolescentes, embora isso tenha o mesmo peso para os jovens, ok?

Em poucas palavras, quero deixar alguns pontos de reflexão teológicos tanto para os nossos adolescentes que estão lendo este texto, como para os pais, pois estes são aqueles que nos ajudam a manter a pureza da comunidade em relação aos seus filhos.

 

O NAMORO EM UMA PERSPECTIVA CRISTÃ

O que é que nós precisamos saber sobre NAMORO numa perspectiva cristã? E a grande pergunta que nossos adolescentes precisam saber é: Quando é que podemos namorar?

A resposta é:

Namoro não é um conceito bíblico, mas uma fabricação que faz parte de nossa cultura! E nem mesmo é uma parte antiga de nossa cultura. É um desenvolvimento recente que surgiu por volta de 150 anos atrás.

Quando falamos de NAMORO, precisamos entender do que estamos falando. Então precisamos definir:

  • Namoro Cristão
  • Namoro Recreativo

Bem, a natureza e a dinâmica dos hormônios é simples! Nós homens queremos sair com uma moça, garota, mulher, ok? A pergunta a ser feita é: Pra que?

Infelizmente, queremos namorar na adolescência e desfrutar dos privilégios de ter uma parceira (namorada), sem assumir qualquer responsabilidade que existe em ter uma parceira. Isso é o namoro na adolescência.

Os adolescentes não podem brincar de serem homens, sem assumir a responsabilidades de serem homens! Assim como as adolescentes não podem brincar de serem mulheres, sem assumirem a responsabilidades de serem mulheres!

Se um adolescente, rapaz, cristão, vier perguntar aos pais, aos irmãos em Cristo ou ao pastor, quando é que eles podem começar a namorar, a resposta bíblica é muito simples! Quando ele se tornar um homem, com responsabilidades e assim também com a jovem adolescente!

Visto que o namoro não é um conceito cristão e bíblico claro nas Escrituras, como é que eu posso afirmar o que escrevo acima? Amados, embora o namoro não seja cristão e nem bíblico, o conceito teológico existe!

De acordo com as sagradas Escrituras, um rapaz precisa ser capaz de liderar espiritualmente a si mesmo, a sua parceira (namorada) e até mesmo uma casa. Enquanto os nossos adolescentes rapazes não chegarem nesse entendimento, a esse ponto, biblicamente eles não são reconhecidos como alguém que se tornou um homem!

E a adolescente, enquanto não tiver pleno conhecimento do que é ser uma moça virtuosa, preparada para as tarefas do lar, e em hipótese alguma digo que ela não possa ter uma profissão de destaque e muito menos uma carreira de sucesso, mas que isso não retira a RESPONSABILIDADE de saber como é ser uma esposa bíblica, ela também não é biblicamente uma mulher!

Ambos, os rapazes, e as moças, precisam ter isso muito claro antes de se engajarem num namoro!

 

O QUE CABE AOS PAIS?

Os pais precisam também se engajar em treinar seus filhos a serem rapazes e moças cristãos, preparando-os para serem homens e mulheres espiritualmente corretos para essa fase da vida!

Os rapazes precisam saber o que é a masculinidade bíblica, assim como as moças precisam saber o que é a feminilidade bíblica.

Fico profundamente triste quando lembro de minha adolescência, porque nunca tive um pastor que se preocupasse em ensinar isso a mim, ou aos meus amigos, quando éramos adolescentes.  Me lembro de ter chegado a perguntar ao meu pastor sobre esse assunto, e nunca tive uma resposta ou um horário marcado para atendimento pastoral para orientação bíblica.

Além do mais, o rapaz deve estar não apenas preparado para liderar sua namorada espiritualmente, mas preparado para protege-la fisicamente!

E não me refiro a casos de violência ou força física somente, mas em ter em mente em como tirá-la da casa dos pais e dar uma condição de vida melhor do que quando ela era solteira.

Me refiro também, ao rapaz e a moça terem um caráter formado para quando as adversidades baterem na porta!  SIM, isso já deve estar na consciência de quem quer começar a namorar!

Os rapazes não podem ser como Adão, que, quer estivesse longe ou perto, ficou calado quando a serpente falou com sua esposa.

Por isso as Escrituras são contrárias ao “namoro por diversão”, ou “namoro recreativo”! É por isso que a igreja de Jesus entende o namoro entre jovens, mas é contra o namoro entre adolescentes! Pois os mesmos não estão na fase da vida em que possam argumentar a qualquer desses pontos citados acima e jamais seria um namoro para a glória de Deus e  sim para satisfazer as vontades da libido!

E se os adolescentes não sabem o que é libido (indo procurar o significado no Google), também não estão preparados para namorar!

 

NAMORAR, É PLANEJAR O FUTURO

O namoro real deve acontecer enquanto o plano do casal em ser provedor de um lar já está andando junto (evidentemente, que o papel de destaque de provedor do lar é do homem) com o namoro.

Já trabalham, já pensam no futuro como pessoas crescidas e não meras sonhadoras. Já se preocupam com suas carreiras e sua espiritualidade cristã.

Outro ponto de suma importância, é que o namoro, culturalmente, é para se conhecer um ao outro e, já ter nessa relação, um plano para o futuro. E pode ser interrompido por diversos fatores, diferente do casamento. Mas, como cristãos, precisamos realmente ter os pontos acima muito claro em nossas mentes, e namorar de forma séria, para que não incorra de meu namoro ser um “namoro recreativo” e eu estar trocando carícias com uma moça que nunca será a minha esposa e um rapaz que nunca será meu esposo.

Como disse anteriormente, o namoro pode ser interrompido, mas se o namoro tiver sido um relacionamento sério, dentro da visão teológica cristã, trará menos dessabor ao coração da Trindade, do que o tão pregado pela cultura secular, “namoro de verão”. Pois a falta de maturidade nos fará termos relacionamentos o tempo todo, até devido a pouca idade, com homens e mulheres que nunca serão nossos cônjuges.

Meu desejo é que o coração de todos os irmãos se preocupem quanto a isso. Que os adolescentes possam entender e se submeterem a palavra de Deus e que os pais, possam orientar seus filhos naquilo que trará maior glória a Deus!

PS: Creio que nem preciso entrar no preceito teológico de namorarmos alguém com uma fé diferente da nossa! Creio isso ser claro nas Escrituras, mas podemos tratar em outro post.

Em amor,

Pr. Rodolfo